terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Grãos






Grãos

Preciso para de me ver como quero
Necessito me enxergar por inteiro
Sem ter que olhar para um espelho.
Sentir-me completamente fora do roteiro.

A alma também sangra
Pois hoje eu sinto a sua dor
Suas lágrimas mancham o meu rosto
Com anedotas mais que insólitas.
Quais desses caminhos
Nos mantém no trilho?
Mas de todos, apenas um é válido
E é esse universo que quero tocar.


São tantos grãos,
Mas esses grãos são tão poucos,
Perto de quem tentamos ser
Que nos resta colher o que tem para comer.

Mauro Henrique Soares Aniceto
14/01/2014
  
Obrigado e desejo que a razão sempre seja o guia da sua fé!
#minhafaceseuretrato #PoesianaEstrada

                                                              

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O tempo é curto para tantas administrações, ou são muitas
administrações para pouco tempo? Não deixe nada que de para ser feito no agora para depois. Escolha ser feliz! #minhafaceseuretrato