domingo, 21 de março de 2010

Depois de um sonho




Os raios do sol, entram pela fresta da janela
fazendo um rastro de luz na escuridão do quarto.
Parece trazer novas auras, a esse tempo,
trazendo as novas do dia lá fora.

Tudo demonstra harmonia nesse exato momento,
ouço os pássaros cantando lá fora.
Tal melodia envolve meu ser na sinfonia,
estão me chamando para ver o dia que me espera.


Só pode ser sorte,pois hoje, é domingo
não tem trabalho, nada de compromissos.
Só tenho que passar na casa dela,
pois, ela me espera com aquele belo sorriso!

Após um tempo, preciso de um terno novo,
o defunto esta pronto para ser velado,
também peço, que tragam as flores e as velas,
pois num piscar de olhos, o domingo se foi.

Mauro Henrique Soares Aniceto
14/12/2009

3 comentários:

  1. Mauro, muito legal seu modo de escrever e descrever a beleza da natureza e suas essencias.
    Vc esteve no meu blog e achei legal o seu questionamento.Certos impulsos criativos não pedem um titulo. o titulo determina e induz uma leitura, nos meus textos busco a liberdade. VocÊ é sempre bem vindo no poemas comestiveis, pode ficar a vontade para criar titulos no que você acha que pode ter. Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oiii Mauro!
    Como sempreee, Vc me surpreende mais e mais
    com seus poemas! Meus Parabéns!
    A clareza com que vc escreve me encanta!

    ResponderExcluir
  3. amigooo...que perfeita escolha da flor...a cor do sol..amarelo vivo...a bolha de sabão, o efeito...reflexo da propria...e a poesia lindaaa...me imaginei acordando, e os raios de luz clariando o meu quarto...e o domingo que maravilha cedo...mais depois das 20:00 já é tristeza de ter de levantar cedo....bjinhos..parabens...

    ResponderExcluir

O tempo é curto para tantas administrações, ou são muitas
administrações para pouco tempo? Não deixe nada que de para ser feito no agora para depois. Escolha ser feliz! #minhafaceseuretrato